BlogEcar Contábil

Mesmo entre amigos, acordo de sócios deve ser formalizado


por: Ecar Contábil

Você provavelmente já ouviu a frase “amigos, amigos, negócios à parte”, não é mesmo? Parece ser exagero, mas é uma expressão que deve ser considerada na hora de se empreender.

Não que seja desaconselhável montar uma empresa com pessoas próximas. Entretanto, alguns especialistas e consultores de negócios alertam que a amizade não deve ser um fator decisivo na hora de empreender.

Ao escolher um parceiro, precisa ser considerado o alinhamento de valores e ética, a competência e a experiência. A amizade é apenas um ponto externo, que não deve influenciar nos negócios.

Outro fator que precisa de atenção é estabelecer o papel de cada um na empresa. É comum no momento de euforia não realizar um contrato social registrando o acordo, principalmente quando se trata de alguém em quem confiamos muito.

O professor Marcus Salusse, do Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios da Fundação Getúlio Vargas (FGV), recomenda a formação de parcerias que deixem transparente quem terá o poder de decisão em cada assunto.

O consultor Carlos Emanuel Teixeira Pires Bicheiro, consultor da Falconi, indica que a formalização da relação permite que as questões de interesse dos sócios sejam definidas previamente e de forma objetiva, evitando possíveis conflitos futuros.

O ideal seria uma formalização registrada no cartório, mas um documento escrito e assinado por todos listando como será a divisão do capital, as regras para tomadas de decisão e as funções de cada um também é bem-vindo.

A Ecar Contábil ajuda você a formalizar da forma correta a sua sociedade e evita brigas desnecessárias e futuros transtornos.

Deixe que a Ecar Contábil ajude sua empresa.


Postado Por

Ecar Contábil
Fale Conosco pelo WhatsApp